...
Eventos anteriores - 2018
15 Mai 19h30 às 21h
Django Hamburgueria & Steakhouse Av. Silvio Américo Sasdelli, 1966,
Foz do Iguaçu - PR 85861-120
Questões relacionadas à saúde explicadas pela Evolução.

Por que somos obesos e ainda adoecemos? A evolução explica

Gleisson Alisson Pereira de Brito (Graduado em Ciências Biológicas pela UFPR e em Educação Física pela PUC-PR. Mestre e Doutor em Fisiologia pela UFPR. Trabalha na área de metabolismo, bioenergética e imunometabolismo, investigando os papéis da nutrição e da atividade física na saúde humana. Atualmente é professor nos cursos de graduação de Biologia, Biotecnologia, Saúde Coletiva, e no Mestrado em Biociências da Universidade Federal da Integração Latino-Americana.)
Esta palestra abordará a saúde humana desde uma perspectiva da biologia evolutiva. Ao longo da evolução humana a seleção natural tem atuado selecionando os organismos melhor adaptados ao contexto ecológico. No entanto, diversas doenças ainda hoje afligem a humanidade e afetam a qualidade de vida, a sobrevida e diversas funções fisiológicas, incluindo a capacidade reprodutiva. Um organismo doente está menos apto à luta pela sobrevivência. Assim, surge um questionamento: porque a evolução não eliminou os humanos vulneráveis à patologias como câncer, doenças cardíacas, diabetes e obesidade, geran

Estilo de Vida Integrativo S3 (Sustentável, Sistêmico e Salutogênico)

Roberto Almeida (Médico formado na UFPR em 1994. Especialista em Medicina Intensiva. Especialista em Gestão Hospitalar pela PUC-PR. Coordenador da UTI do Hospital Municipal Padre Germano Lauck. Sócio fundador da NeoEthos - Desenvolvimento Humano. Professor do Curso de Medicina da UNILA (Universidade Federal de Integração Latino Americana). Pesquisador da Medicina do Estilo de Vida, Salutogênese e Saúde Planetária.)
A evolução humana no contexto cultural e tecnológico está gerando paradoxalmente as doenças crônicas da civilização (sedentarismo, obesidade, depressão, diabetes, hipertensão, etc) e já está ameaçando a sobrevivência do ecossistema planetário (extinção de espécies, desmatamentos, mudanças climáticas). Três desconexões estão na base desse paradoxo: autodesconexão (desconexão com o Self), sociodesconexão (desconexão com as outras pessoas) e ecodesconexão (desconexão com a natureza ou ecossistema). Precisamos conhecer e cultivar um novo ethos ou estilo de vida que integre, respeite e valorize as

A arqueologia explicando a evolução humana

Joaquim Buchain (Joaquim Buchaim possui graduação em Ciências com Habilitação Plena em Biologia pela Universidade de Santa Cruz do Sul (1991) e mestrado em História com Área de Concentração em Arqueologia pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (1995). Atualmente é professor do Centro Universitário Dinâmica das Cataratas, onde Coordena os Cursos Superiores de Ciências Biológicas e de Tecnologia em Gestão Ambiental. Tem experiência na área de Zoologia, com ênfase em Vertebrados, atualmente atuando principa)
Achados arqueológicos sustentam a evolução biológica e muitas vezes inserem novos conhecimentos e desafios aos evolucionistas. Como proceder e interpretar dados quando as duas ciências se opõem ou divergem? A arqueologia poderia questionar alguns conceitos da evolução?